Pesado demais para a ventania

Sábado próximo, dia 21/04, tem lançamento de Pesado demais para a ventania, antologia de poemas de Ricardo Aleixo. O livro sai pela Todavia, editora paulistana que já tem um catálogo bonito. O livro do Ricardo chega em boa hora. Festejemo-lo.

O que: lançamento do livro Pesado demais para a ventania, de Ricardo Aleixo.
Quando: Sábado, dia 21 de abril de 2018 a partir das 16h
Onde: Livraria Crisálida – Avenida Augusto de Lima, 233 sobreloja 25 (Edifício Maletta, segundo piso).

Relicário Edições: Exílios e Fundo falso

No último fim de semana, tive a honra de participar do lançamento do livro Fundo falso, da Mônica de Aquino. Uma coleção de poemas que, nota-se, foram sendo desenhados e trabalhados com delicado entalhe, como se a Mônica os estivesse escrevendo com técnicas de gravura em metal: água forte, maneira negra, água-tinta. Os laboriosos poemas dela começaram a ser escritos há, no mínimo, 10 anos. Do que fui testemunha e admirador. Sobre o poema que li no sábado (“Lagos”), cheguei a publicar no Suplemento Literário de Minas Gerais, em 2013 – numa edição especial na qual cada poeta deveria falar do poema que mais lhe impactou –, um pequeno comentário.

*

Amanhã, dia 12 de abril de 2018, participo do lançamento de Exílio – o lago das incertezas, de Lucas Guimaraens. A publicação é também da caprichosa Relicário Edições. O lançamento acontece na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais (Praça da Liberdade, 21) a partir das 19h. O livro do Lucas foi publicado inicialmente na França e agora ganha edição brasileira. A edição está um primor. Lucas está lá, com seu elétrico verbo surreal. O livro traz prefácio de Edmilson de Almeida Pereira. Durante o evento, haverá leituras de poemas com, Fabrício Marques, Ana Martins Marques, Ana Elisa Ribeiro e Leo (eu) Gonçalves. Também terá um bate papo com o autor e o editor José Eduardo S. Gonçalves e, em seguida, coquetel. Como diz o Lucas: Avante!

Feira de Inutensílios #3

No fechamento das atividades da ZIP – Zona de Invenção Poesia &, aí vamos nós para mais uma Feira de Inutensílios. O evento tem sido a alegria dos últimos sábados de cada mês desde janeiro. Na mostra de performances deste mês, teremos ninguém menos que Reuben da Rocha e Marcelo Ariel. Dois dos meus melhores interlocutores dos tempos de São Pã. Teremos também a presença de Adriane Garcia, Claudiney Vieira e muita gente de primeira.

A ZIP aconteceu ao longo do mês de março na Faculdade de Letras UFMG. O evento contou com a participação de coletivos diversos, artistas do livro e da palavra, aconteceram debates e leituras de poesia, exposição e espaço de convivência. Foram quase 30 dias de poesia no espaço privilegiado da Universidade, mostrando um pouco do diverso que se produz dentro e fora de lá.

Eu mesmo participei, conforme se vê nalgum lugar do Salamalandro, do adorável papo com Maria Esther Maciel. Eu li poemas dela, ela leu poemas meus. Foi uma conversa inesquecível de afeto e poesia, intermediados pelo professor Gustavo Silveira Ribeiro.

Quem quiser curtir um pouco do mel do melhor (como dizia Waly) da poesia brasileira de agora, apareça lá.

*

Feira de Inutensílios
Rua Albuquerque Maranhão, 76 – Campo Alegre / Belo Horizonte
31 de março, às 17h
Entrada Gratuita

ZIP – Zona de Invenção Poesia & 2018

Na próxima quarta, dia 21 de março, participo da ZIP – Zona de Invenção Poesia &. O evento vem acontecendo na Faculdade de Letras da UFMG, no Auditório e no Centro de Memória desde o início de março. Na ocasião, farei um bate-papo com Maria Esther Maciel. Terei a grande honra de dialogar com ela que foi uma das minhas mestras dentro e fora da faculdade de Letras e com quem atualmente tenho a sorte de manter uma boa interlocução.

Na sequência, participarei de um lançamento coletivo, incluindo a Coleção Livros de Bolso Labed e meu Use o assento para flutuar.

A programação foi pensada também em relação com o dia 21 de março é também o dia da Luta Contra a Discriminação Racial. A data foi criada pela Onu em memória do Massacre de Shaperville, quando vinte mil pessoas protestavam contra a a Lei do Passe na África do Sul.

Programa:

17h – Por que escrevo, com o coletivo Preta Poeta – Centro de Memória
19h – Diálogos de Oficina: Poesia em BH hoje, com Leo Gonçalves e Maria Esther Maciel – Mediação: Gustavo Silveira Ribeiro – no Auditório 2003.
20h30 – Lançamentos:
Coleção Livros de Bolso Labed
Use o assento para flutuar

Feira Textura #5

Neste sábado, das 11 às 17h, acontece em Belo Horizonte a Feira Textura. Trata-se da quinta edição da feira de impressos que vem sendo um sucesso desde que começou a acontecer, no Bar Agosto (Rua Esmeralda, 298 – Prado). O evento deste ano conta com a participação de diversas editoras independentes.

A Textura é uma criação coletiva. A iniciativa expõe novidades para editores, designers e artistas locais, uma forma de estreitar os laços entre os vários universos da literatura e das artes plásticas em diferentes suportes de mídia. Quem passar pela feira encontrará o melhor da literatura independente feita em BH e também de outros estados, além de apreciar uma atmosfera descontraída e o bate-papo de butiquim.

Mais uma vez, estarei lá com a editora Crisálida para uma sessão de autógrafos de Use o assento para flutuar. Terei grande prazer em vocês por lá.

*

A Zica
@Alecrim
Anome Livros
Cérbero Edições
Chão da Feira
Crisálida Livraria e Editora
Crivo Editorial
Dublinense
Editora Moinhos
Entrelinha Papelaria
Grupo Editorial Letramento
Impressões de Minas Editora
Javali
kza1
Lote 42
Mazza Edições
Páginas Editora
Preta Sebastiana Ateliê
Revista Piseagrama

Beagá Psiu Poético

A programação de Belo Horizonte essa semana vai de vento em popa. Vários eventos de poesia se encontrando. Quase que se poderia fazer um encontro dos blocos de poesia no domingo.

O Beagá Psiu Poético começa na quarta, dia 14 de março e vai até o domingo dia 18. Atividades intensas, lançamentos de livros de poesia, performances, bicicletadas, caminhadas, etc.

O Use o assento para flutuar será lançado no Beagá Psiu Poético na sexta-feira, dia 16 às 19h no CRJ – Centro de Referência da Juventude.

Se liga lá!

Em SP | Use o assento para flutuar na Desvairada

Chegou a hora de lançar o livro em São Paulo. Desta vez, estarei no estande da editora Pedra Papel Tesoura, durante a Desvairada – Feira de livros de poesia. Também nesse estande, estará acontecendo o lançamento dos livros A máquina de existir, de Fabrício Marques e Mapas provisórios, de Tatiana Perdigão. Estaremos no estande ao longo de todo o dia do evento: das 13 às 22h. Haverá leituras de poesia, performances, conversas e outras atrações durante o evento. Para saber mais, é no site da Desvairada: https://desvairadasite.wordpress.com/

Quando: Sábado, dia 10 de março a partir das 13h
Onde: no Aldeia 445 (Rua Lisboa, 445 – Pinheiros)

Feira de Inutensílios

No próximo sábado, dia 27 de janeiro a partir das 15h, tem lançamentos diversos na Feira de Inutensílios.
Será a primeira edição de 2018, onde teremos a presença ilustríssima de:

Adriane Garcia (performance)
Beatriz Magalhães (performance/instalação)
Benjamin Abras (performance)
Gil Amâncio (performance)
Leo Gonçalves (performance)
Nívea Sabino (perfomance)
Mário Rosa (cena-pensamento/instalação)
Paulo Sérgio Thomaz (música instrumental e cantada)
Zora Santos (experimento cênico).

Além das apresentações, o público também poderá curtir a feira propriamente dita (livros, revistas, zines, camisetas, pôsteres, fotografias,desenhos etc.) e os comes & bebes do Bar do Bardo.

Leo Gonçalves (este que vos fala) autografará, na ocasião, a segunda edição de Use o assento para flutuar, publicado pela editora Crisálida.

Entrada risonha & franca.
Local: Rua Albuquerque Maranhão, 76 – Campo Alegre
Belo Horizonte, MG