outro poema

caiaia

cai água
cai água
cai água
ai ai ai
cai água

cai água
que é doce
cai água
que é sal
cai água
cai água

cai água
no mar
cai água
no lá-
crimejar
cai água

cai gota
com gota
cai gota
cai gota
cai gota

me leva na
enchente um
presente
de lírios
e a pele
menina
desliza

cai água
de leve
na escala
cai água
cai água
de leve
que ela é
delicada

e brava
com calma
cai água
da palma
cai água
cai água
cai água

menina
de saia
com mecha
ondulada
regala
de flores
a orla
da praia
cai água
cai água
cai água

*caiaia, caiala, mikaia: são alguns dos nomes banto da divindade afro-brasileira mais amada do brasil, melhor conhecida como iemanjá.

3 comentários sobre “outro poema

  1. jake,
    dia 2 de fevereiro, que calhou em pleno sábado.
    o mar tava floridinho de flores brancas que ela oferecia aos banhistas em agradecimento às que os filhos e devotos lhe enviavam. os peixes cantavam lá no fundo uma cantiga de dorival caymmi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *