Arquivo da tag: invenç~ao

Ateliê: A lente objetiva do poema

Ateliê: A lente objetiva do poema, com Leo Gonçalves

Nos dias 04, 11, 18 e 25 de junho, das 14 às 18h, acontece o ateliê: A lente objetiva do poema.

Trata-se de um projeto antigo que visa compartilhar com os participantes a experimentação poética sempre partindo de princípios “objetivos”. Para isso, trazemos elementos ligados às mais diversas linguagens, concretizando as propriedades intermídia que a poesia já traz em si: poesia música. poesia – artes visuais. poesia cinema. poesia performance. poesia dança. Trabalho com a ideia de ateliê justamente porque o espaço será destinado ao processo. Seja esse processo: o aprendizado, o intercâmbio de conhecimentos, a imersão num ambiente coletivo de criação, a produção em ambiente de invenção.

Serão ao todo 4 encontros de 4 horas, abordando os aspectos verbivocovisuais e também buscando a reflexão e a ação sobre o fazer poético.

*

Paul Valéry: “Poesia & pensamento abstrato”. “Costumamos opor a ideia de Poesia à de Pensamento (particularmente o pensamento abstrato). Muitos creem que o trabalho do intelecto não combina com o da inocência, a graça e a fantasia da poesia. […] Esta é uma antítese que colocamos sem reflexão.”

Ezra Pound: “A música começa a atrofiar quando se afasta demais da música, a poesia começa a atrofiar quando se afasta demais da música”.

John Cage: “Poesia não é prosa simplesmente porque poesia é, de um modo ou outro formalizada. Não é poesia por causa de seu conteúdo ou sua ambiguidade mas porque ela permite a introdução de elementos musicais (tempo, som) no mundo das palavras. Assim, tradicionalmente, informação, não importa o quanto de conteúdo traz (por exemplo, os sutras e shastras da Índia) eram transmitidas através da poesia.”

Jerome Rothenberg: “Uma mudança na visão é uma mudança na forma. Uma mudança na forma é uma mudança de realidade.”

Heriberto Yépez: “Um poema deve ser o despertar de uma zona desconhecida do cérebro”.

Torquato Neto: “A poesia é a mãe das artes”.
*
Oficina: A lente objetiva do poema – com Leo Gonçalves
Local: Rua Coriolano, 345
Início: 21 de maio das 14 às 18h
Número de encontros: 4 (quatro)
Vagas: 12
Investimento: 350,00

Interessados devem entrar em contato pelo email leogonsalves@gmail.com ou através do formulário de contato deste blog: http://www.salamalandro.redezero.org/contato/

ZIP – Hoje!

E para quem ainda não se inteirou, aí vai a intimação: a partir das 19h de hoje estará rolando a ZIP – Zona de Invenç~ao Poesia &. Aviso aos sãopaulocêntricos e cariocômanos: esta Zona é um dos melhores acontecimentos de poesia desta república das letras. No comando, um time foda: Ricardo Aleixo, Chico de Paula e Bruno Brum na curadoria, Sabrina Bueno na produção executiva e Raquel Pinheiro na finalização video-instalação e Daniel Mendonça, que colaborará no apoio técnico de áudio. Serão mais de cem poetas entre os que enviarão seus trabalhos e os que estarão presentes.

A inauguração é hoje, quinta-feira, 17 de março de 2011 a partir das 19h no Centro Cultura UFMG. As outras sessões serão sempre nas sextas-feiras, incluindo amanhã.

E numa dessas, eu também estarei lá com mais uma noite de POEMAQUMBA. Fique antena!

Quer saber quem participa da ZIP? A lista é longa, clique aqui para lê-la.