Um poema de Bruno Brum

Um deles

Os que acreditam fazem perguntas aos que parecem acreditar.
Os que parecem, parecem não ouvir.
Os que ouvem permanecem calados.
Os que respondem parecem não acreditar no que dizem
os que perguntam.
Todos parecem em silêncio.

*

Este é o primeiro poema do livro Mastodontes na sala de espera, do meu amigo Bruno Brum, lançado em Belo Horizonte no final de setembro e em São Paulo na quarta-feira, dia 19 de outubro. Fiquem atentos: este livro é de marcar época.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *