Um poema de Patrícia Mc Quade

ELE

para meu léu*

“conheço do amor o pouco que me ensinaram
os olhos que me amaram”.
Fédon

um mar revolto
um terremoto no leito
uma agonia mórbida
um estado anestésico de embriaguez
um folhear fosforescente
uma ostra que guarda a palidez da pérola
um aliento afrodisíaco
carnaval em corpus christi
fatal crepúsculo da alvorada
seda de palavras que dá sede de mergulho
som de violino se rindo
estrela desgrelhada
como um deus e seu falo forte
um cacto árido que se dá em flor
um louva-a-deus convalescente
uma ruga no pensamento
que gota a gota se desprende dos olhos
que gota a gota se esgota na boca
um gosto ácido
um gozo acre
todo spoke que pipoca garganta
colapso de intrigas
uma formosura, espécie extinta
um composto de édem
uma libido dos infernos
asfalto de sedimentos precipitados
solução de sentimentos insolúveis
de espasmos líricos e dramáticos
narciso diante do espelho
o reflexo de si e de um outro
uma presença na ausência
um devir inexistente
despótica matéria de paraíso e carne
emaranhado nos cabelos de Ophelia

um exu ao tucupi
baco que dança no tacacá

repique atabaque de iansã

 

*poema publicado originalmente no blog www.sujadepiche.blogspot.com

** Patrícia Mc Quade é poeta, educadora e dramaturga. Autora do monólogo A Vertigem, montado recentemente pelo grupo A Patela Cia de teatro e dança e que conta a história de Fédon, filósofo grego e discípulo de Sócrates. Paulista e mineira, escreveu sua dissertação de mestrado sobre a peça “Os sertões” do Teatro Oficina.

Patrícia Mc Quade

3 comentários sobre “Um poema de Patrícia Mc Quade

  1. Este poema foi escrito em 2008. Apesar de gostar muito dele, o ritmo, a vibração, o tom de oriki, não o postei antes porque minha modéstia não me permitia. Depois dos bons encontros e as excelentes conversas que temos tido, eu e a Patrícia, senti falta desses versos. Acho que nem sempre devemos deixar que a modéstia nos impeça de viver e curtir as coisas. Há um mundo inteiramente novo do outro lado dessa montanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *